Caminho de Santiago, uma viagem inesquecível!

Talvez você já tenha ouvido falar no Caminho de Santiago de Compostela, não é mesmo? Mesmo assim, provavelmente você não sabe exatamente o que ele é. Por isso vou contar um pouco sobre esta rota europeia de peregrinação que ficou famosa através de muitos livros e filmes.

Primeiramente, já fique sabendo que o Caminho de Santiago é escrito no singular, no entanto são várias as rotas que podem ser percorridas, todas levando a Santiago de Compostela. Ou seja, são vários os Caminhos de Santiago.

A importância de Santiago de Compostela

Para você entender o motivo da existência do Caminho de Santiago de Compostela, precisa entender o que tem de especial nesta cidade.

Santiago de Compostela fica no noroeste da Espanha. É nesta cidade que se encontram os restos mortais do apóstolo Santiago Maior.

Ele, que era um dos 12 apóstolos de Jesus Cristo, passou um tempo pregando na Espanha após a morte do seu mestre. Ao voltar para a Judeia, Herodes Agripa (filho de Herodes, o grande – aquele que mandou matar os bebês inocentes em Belém) mandou que o matassem. Seu corpo então foi levado novamente para a Espanha por seus seguidores.

Por volta do ano 813, um eremita chamado Pelayo viu uma chuva de estrelas em direção a um local. Contou isto para o bispo da região, que foi conferir e descobriu o túmulo do apóstolo no local indicado pelo eremita.

A partir desta data cristãos começaram a peregrinar para visitar o local, que começou a ser considerado sagrado. Nele foi construída, posteriormente, a Catedral de Santiago de Compostela.

A Catedral de Santiago de Compostela, onde estão os restos mortais do apóstolo Tiago Maior.

Os Caminhos de Santiago

Como dito anteriormente, são várias as rotas que levam a Santiago de Compostela. Estes caminhos surgiram naturalmente, com o início da peregrinação. Os peregrinos usavam as rotas comerciais mais conhecidas para chegar à cidade que passou a ser considerada santa.

Entre os caminhos mais conhecidos estão o Caminho Português, Caminho Inglês, Caminho Primitivo, Caminho do Norte e Caminho de Madri, além do mais tradicional, o Caminho Francês.

Caminho Francês

O Caminho Francês “inicia” na cidade de Saint-Jean-Pied-de-Port, na França, aos pés dos Pirineus. Poucos quilômetros depois cruza a fronteira com a Espanha e, após cruzar os Pirineus, chega num povoado chamado Roncesvalles. Cerca de 830 quilômetros depois chega em Santiago de Compostela.

No trajeto, normalmente percorrido a pé, os peregrinos passam por importantes e belas cidades, como Pamplona, Logroño, Burgos, Léon e Ponferrada. Além destas cidades, há outras, menores, que são muito interessantes do ponto de vista histórico e cultural, como Estella, Santo Domingo de la Calzada e Astorga, terra dos maragatos.

Todo este caminho, que passa por importantes regiões da Espanha como Navarra, Leão e Castela e Galiza, é recheado de lendas e histórias. Igrejas centenárias e outros monumentos históricos não faltam durante o percurso. Cada uma destas construções com algo especial para contar. Isso sem falar nas lindas paisagens pelas quais os peregrinos precisam passar.

Quanto tempo é necessário?

Isso vai depender do ponto de partida escolhido. Isso porque, apesar de considerarem um ou outro lugar como ponto de partida, na verdade você pode começar onde quiser.

Há peregrinos, por exemplo, que começam na França, na Holanda ou até mesmo na Rússia!

Levando em conta o ponto de partida mais comum, a cidade de Saint-Jean-Pied-de-Port, na França, leva-se em média 32 dias para terminar a peregrinação pelo Caminho Francês.

Porém, obviamente isso pode mudar de acordo com o seu passo, com a sua condição física e com o tempo disponível.

Há também quem inicie em outras cidades, como Pamplona, Burgos ou Léon, o que diminui a distância do trajeto e, em consequência, o tempo de caminhada.

Quem pode fazer o Caminho de Santiago?

Qualquer pessoa pode fazer o caminho de Santiago. É comum encontrarmos pessoas de todas as idades caminhando com sua mochila e seu “cajado”. Desde crianças (com seus pais, naturalmente) até pessoas com mais idade. Não é incomum encontrar senhores e senhoras com mais de 70 anos nas rotas de Compostela.

Para identificar o peregrino há uma credencial. Ela pode ser emitida aqui no Brasil, nas Associações de Amigos do Caminho de Santiago, ou na cidade em que for iniciar o seu caminho, na Europa. Esta credencial tem duas serventias principais:

  1. Dar o direito ao pernoite nos diversos albergues exclusivos para peregrinos, que custam aproximadamente 7 euros.
  2. Comprovar que o peregrino percorreu a distância que ele afirma ter caminhado. Sempre que o peregrino chega a um local ele recebe um carimbo em sua credencial, confirmando que ele esteve lá. Com isto ele pode receber um certificado de conclusão de sua peregrinação, quando ele chegar em Santiago de Compostela.

Peregrinos caminham em média 25 quilômetros por dia no Caminho de Santiago.

Custo da viagem

Primeiramente há o custo de transporte da cidade onde você mora até o local de destino. Isso pode variar de acordo com a companhia aérea e época do ano, portanto é difícil falar de valores.

O que podemos estimar com uma certa precisão é o quanto você irá gastar durante sua caminhada. Apesar de ser algo que pode variar de acordo com as suas necessidades, vamos considerar o que um peregrino comum gasta.

Levando em conta que você vai dormir nos albergues do Caminho de Santiago, as suas refeições, um ou outro gasto a mais, você precisará de uma média de 35 euros por dia. Na verdade este valor já está superestimado. Há ainda como economizar preparando sua própria comida nos albergues, ao invés de comer nos restaurantes, por exemplo.

É possível também gastar mais que isso, se você ficar em hotéis ou pousadas (o que não recomendo, pois o contato com outros peregrinos é parte importante da peregrinação).

Resumindo, para ir com segurança financeira, você precisará de aproximadamente 1500 euros, o suficiente para você passar os 32 dias de caminhada.

Motivos que levam as pessoas ao Caminho de Santiago

As pessoas decidem percorrer o Caminho de Santiago por diversos motivos. Alguns o procuram para pagar promessas, por questões religiosas ou como fonte de crescimento espiritual. Há também os que percorrem o trajeto por esporte, por turismo ou mesmo por uma questão cultural. E tem ainda os que vão sem nenhum motivo especial.

Não importa o motivo pelo qual você decida fazer esta viagem, ela sempre trará alguma mudança positiva em sua vida. O modo de enxergar o mundo certamente mudará, para melhor, é claro!

Dicas para quem quer fazer esta viagem

Para finalizar, algumas dicas para quem pretende fazer esta viagem.

  • Informe-se bastante sobre o Caminho de Santiago antes de decidir qual deles você percorrerá;
  • Para iniciantes indico o Caminho Francês;
  • Quem não tem tempo, pode fazer uma parte em um ano e o restante em outro, como fazem os europeus;
  • Pode também iniciar em cidades cuja distância de Santiago de Compostela seja menor, como Burgos ou Léon;
  • Alimente-se adequadamente;
  • Nunca caminhe à noite (apesar de raro, alguns tem essa péssima ideia);
  • Faça um check up médico antes de planejar a viagem. Isto é muito importante, você vai caminhar muito lá;
  • Prepare-se fisicamente fazendo caminhadas frequentes. Quanto mais preparado, menos dificuldade terá;
  • Siga sempre pelo caminho identificado pelas flechas amarelas;
  • Beba muita água. Sempre beba água e sempre reabasteça seu cantil quando tiver oportunidade;
  • Evite usar a Internet. Use-a somente para entrar em contato com a família, mas deixe de lado as redes sociais;
  • Não viaje sem um seguro viagem. Além de obrigatório, você pode precisar.

Mas a principal dica vou deixar por último: curta cada minuto dessa viagem!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *